quarta-feira, 30 de junho de 2010

Confissões

Tenho o péssimo hábito
de despertar amores.
Não sei o que se passa
na cabeça dos homens...
Fazem mil declarações cafajestes,
que se eu fosse mais ingênua
cairia como uma tonta!
Parodeando um certo poema,
não sou tão irresistível
que não possa sofrer,
nem tão romântica
que não possa enganar.
Mas sou paixão acima de tudo.

3 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Que bom que voltou com Confissões! Confessar, seja lá o que seja, é sempre bom! rs
Beijos,
Tânia

CAOC disse...

Adoro teus poemas... Minha poetisa especial... GRande beijo!

Flávio Henrique disse...

ora ai está o belo poema
:)
está mesmo certo o que dizes
pois por vezes se fossemos um pouco ingenuos tudo isto era uma banalidade estupida e facilmente caiamos no engano...

:)
bjinho