terça-feira, 22 de março de 2011

Melado

Saboreei teus lábios
como quem nunca comeu melado.
Me fiz doce desde então...

3 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Bom te ver aqui em sua casa! E veio doce...rs
Beijos,

citadinokane disse...

Lenita,
Não para... A poesia é doce que invade a vida.
abs

Igor Ravasco disse...

E se lambuzou.